A GNR deteve, na Guarda, de um professor de 36 anos, a exercer funções naquela cidade, por suspeita de tráfico de estupefacientes, que estava na posse de cerca de duas mil doses de droga.

Fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda disse hoje à agência Lusa que o homem foi detido durante uma operação de fiscalização realizada na noite de sexta-feira, no concelho da Guarda.

No momento da abordagem pelos militares, o suspeito "estava na posse de 41,2 gramas de haxixe, suficientes para 200 doses individuais", indicou.

Posteriormente, durante a realização de uma busca domiciliária, a GNR apreendeu mais 1.500 doses de haxixe, 100 doses de cocaína, dois comprimidos de 'ecstasy', um panfleto de MDMA (metanfetaminas), dez doses de canábis, uma balança de precisão, 1.150 euros, telemóveis e uma faca com resíduos de haxixe, entre outros utensílios relacionados com a alegada atividade criminosa.

O suspeito foi hoje apresentado ao tribunal de turno de Celorico da Beira e ficou sujeito a apresentações semanais, no posto policial da sua área de residência, segundo a fonte policial.

O homem foi detido na sexta-feira, numa ação de fiscalização realizada pela GNR da Guarda, no âmbito do combate à criminalidade.

Durante a operação, os militares detiveram ainda outro homem por posse ilegal de arma e identificaram mais três por posse de pequenas quantidades de droga.