A GNR anunciou, nesta quarta-feira, a detenção em Ponte de Lima de um diretor de escola, suspeito da prática de extorsão a um outro diretor do mesmo estabelecimento de ensino.

Fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo adiantou à Lusa que a detenção, na terça-feira, ocorreu quando o suspeito, de 31 anos, docente numa escola de Ponte de Lima, onde também desempenha funções de diretor pedagógico, foi levantar o dinheiro que tinha exigido à vítima, diretor-geral do mesmo estabelecimento de ensino, na data e no local que tinha previamente determinado".

Segundo aquela fonte, a operação, desencadeada na terça-feira às 13:45, pelo Núcleo de Investigação Criminal de Viana do Castelo, resultou de uma denúncia apresentada pela vítima, residente no distrito de Viana do Castelo, em finais de outubro.

De acordo com a GNR, "o diretor-geral de um estabelecimento escolar, através de um email proveniente de uma conta de correio eletrónico fictícia, criada especificamente com essa finalidade, foi constrangido a entregar 50 mil euros, sob pena de lhe ser assassinado um familiar caso a exigência não fosse cumprida".

A GNR adiantou que "na sequência da detenção foram realizadas três buscas: uma no local de trabalho do suspeito, outra na sua residência, e outra ao seu veículo, tendo as mesmas resultado na apreensão de dois computadores portáteis, um computador de secretária e um telemóvel".

O detido, residente em Ponte de Lima e sem antecedentes criminais, foi libertado e notificado para comparecer hoje, às 14:00, no Ministério Público (MP) do Tribunal Judicial de Caminha.