A Operação «Todos os Santos», da Guarda Nacional Republica (GNR), que decorreu entre sexta-feira e domingo, registou cinco mortos, menos dois que no mesmo período do ano passado, e um total de 514 acidentes, foi anunciado esta segunda-feira.


De acordo com os dados da GNR, a operação deste ano teve menos 120 acidentes do que a intervenção de 2013, menos dois mortos e também menos 43 feridos ligeiros, embora se tenha registado mais um ferido grave, 18 no total.


A operação de intensificação do patrulhamento rodoviário, que teve como objetivo regular o trânsito e garantir o apoio a todos os utentes das vias, de modo a fazer face ao aumento do número de deslocações registadas nesta altura do ano, nas vias rodoviárias sob a responsabilidade da GNR, foi realizada por 3.456 militares.


Em termos de infrações, a GNR registou 177 por uso indevido do telemóvel durante a condução e um total de 220 condutores com excesso de álcool. Destes, 101 foram detidos por apresentarem uma taxa de álcool no sengue igual/superior a 1,20 g/l, o que já constitui crime.


Num total de 97.210 veículos controlados, 1.914 encontravam-se em excessos de velocidade, enquanto 228 não tinham em dia a inspeção periódica obrigatória e 90 não tinham seguro.


Foram ainda autuados 204 condutores por não usarem cinto de segurança ou por não usarem as cadeiras de criança.


Na operação «Todos os Santos 2013» registaram-se 634 acidentes, três mortos, 17 feridos graves e 207 feridos ligeiros.