A GNR registou 202 acidentes sem vítimas mortais, na quarta-feira, primeiro dia da terceira fase da operação «Hermes - Viajar em Segurança».

Mais de 2.800 militares da GNR estão a patrulhar as estradas portuguesas entre quarta-feira e hoje, com o objetivo de regular o tráfego rodoviário e apoiar os portugueses que se deslocam para férias.

Segundo referiu a Guarda Nacional Republicana à agência Lusa, na quarta-feira registaram-se 202 acidentes, que provocaram sete feridos graves e 62 feridos ligeiros.

Os militares da GNR estão atentos à realização de manobras perigosas, ao excesso de velocidade, à condução sem habilitação legal, ao consumo de álcool e de drogas, à não utilização do cinto de segurança e dos sistemas de retenção para crianças e ao uso indevido de telemóveis, no sentido de combater a sinistralidade rodoviária.

Na quarta-feira, a GNR fiscalizou 6.209 condutores e deteve 41, a maioria por excesso de álcool e falta de habilitação legal para conduzir, além de ter multado 2.036 automobilistas.

A operação «Hermes -Viajar em Segurança», que se realiza entre 28 de junho e 1 de setembro, em cinco fases, compreende ainda mais duas, que vão decorrer a 14 e 15 de agosto e de 30 de agosto a 1 de setembro.