A GNR detetou, na madrugada deste sábado, 151 condutores com excesso de álcool e efetuou 58 detenções no âmbito da Operação Baco, que decorreu em todo o país, segundo dados divulgados por aquela força de segurança.

Mais de 1.600 militares fiscalizaram 4.721 condutores em sete horas, entre as 00:00 e as 07:00, de acordo com informação avançada à Lusa pelas Relações Públicas do Comando Geral da GNR.

Segundo a fonte, os militares detetaram «151 condutores com limites de álcool além do permitido por lei, 58 dos quais ficaram detidos por apresentarem uma taxa de alcoolemia considerada crime».

A Operação Baco incidiu nas vias «onde as infrações por excesso de álcool são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação (sobretudo nos acessos a estabelecimentos de diversão noturna), e existam dados ou indícios da prática de ilícitos de natureza criminal», indicou a GNR.

No ano passado, segundo a GNR, foram testados 1.142.176 condutores, tendo sido detetados 30.786 com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 0,50 gramas por litro de sangue. Desses, 12.247 conduziam com uma taxa de álcool igual ou superior a 1,20 gramas (considerado crime).

Segundo a GNR, em 2013 baixou «de forma consistente» a sinistralidade rodoviária nas zonas à sua responsabilidade, cita a Lusa.