Mais de 100 condutores foram multados na quinta-feira pela GNR por estarem a usar o telemóvel durante a condução, indicou esta sexta-feira a corporação.

No âmbito da operação «anjo da guarda», que a GNR desenvolveu em todo o país ao longo do dia de quinta-feira, foram ainda detetados 200 condutores sem cinto de segurança e 46 crianças sem as obrigatórias cadeirinhas.

Durante a operação dedicada à fiscalização do uso dos cintos de segurança, sistemas de retenção para crianças (SRC) e a utilização do telemóvel durante a condução, a GNR fiscalizou um total de 5.677 condutores.

Numa nota a Guarda Nacional Republicana diz também que, no âmbito da operação, foram detidos 17 condutores, dos quais quatro por excesso de álcool e 12 por falta de habilitação legal para conduzir.

A GNR mobilizou 1.288 militares na operação, que incidiu especialmente no interior das localidades e nas proximidades dos estabelecimentos de ensino.

A operação teve por objetivo reduzir o número de vítimas resultantes de infrações relacionadas com o uso do telemóvel durante a condução e falta de cinto de segurança e SRC.