O Comando Territorial da GNR da Guarda anunciou, esta quarta-feira, a apreensão de 56 plantas de canábis e a detenção de um homem de 59 anos, suspeito do seu cultivo, por crime de tráfico de estupefacientes.

Segundo fonte da GNR, o suspeito, professor reformado, foi detido na terça-feira, na aldeia de Vila Soeiro, no concelho da Guarda, por elementos do Núcleo de Investigação Criminal local.

No âmbito de uma investigação por tráfico de estupefacientes, o suspeito foi surpreendido em flagrante delito pelos militares, enquanto cultivava plantas de canábis, tendo-lhe sido aprendidas 56 plantas", refere a fonte em comunicado.

Na sequência da detenção, a GNR realizou uma busca domiciliária e apreendeu 5,4 quilos de canábis, duas balanças digitais e 12 cartuchos de calibre 12 milímetros.

O detido está a ser, esta quarta-feira, presente ao tribunal da Guarda para primeiro interrogatório judicial e aplicação de eventual medida de coação.