O cadáver de um homem de 59 anos foi encontrado, esta quinta-feira, no anexo de uma casa na zona de Vila Nova de Milfontes, no concelho alentejano de Odemira, disse à agência Lusa fonte da GNR.

Trata-se, segundo a mesma fonte, de um homem com dupla nacionalidade, portuguesa e ucraniana, cujas causas da morte são desconhecidas, devendo ser apuradas através da autópsia.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja adiantou à Lusa que o homem terá sido vítima de intoxicação por monóxido de carbono libertado por uma braseira.

Segundo a mesma fonte, o alerta foi dado às autoridades cerca das 12:15, tendo o cadáver sido transportado para a morgue do Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém.