Um homem suspeito de mais de 30 furtos de veículos e em residências e estabelecimentos comerciais em vários concelhos do distrito de Santarém foi detido e vai aguardar julgamento em prisão preventiva, divulgou esta terça-feira a GNR.

O homem, de 27 anos, foi detido pelo Núcleo de Investigação Criminal de Tomar, na última sexta-feira, na sequência de uma investigação que decorria há mais de seis meses e que ainda prossegue, adiantou à agência Lusa o comandante do Destacamento Territorial de Santarém da GNR, Pedro Inácio.

Em comunicado, a guarda indicou que a investigação permitiu apurar que “o detido é suspeito de mais de 30 furtos, nomeadamente de veículos e em residências e estabelecimentos comerciais, em todo o distrito de Santarém”.

Balcões dos CTT, bombas de combustível e lojas de material informático de grandes superfícies comerciais estão entre os estabelecimentos onde ocorreram os furtos, efetuados maioritariamente nos concelhos de Entroncamento, Torres Novas, Tomar e Ourém, acrescentou o comandante.

De acordo com a GNR, os bens furtados “têm um valor comercial de milhares de euros e eram transacionados quase de imediato em contrapartida de produto estupefaciente”.

A operação incluiu ainda duas buscas, uma domiciliária e outra ao veículo do suspeito, onde “foi detetado e apreendido um computador portátil e uma televisão, ambos furtados”, pode ler-se no comunicado.

O detido, que se encontrava a cumprir pena suspensa por furto qualificado, foi presente ao Tribunal de Ourém, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.