A GNR identificou um homem de 51 anos suspeito da autoria do incêndio florestal que eclodiu, esta segunda-feira, na zona de Corujeira, Guarda, informou à agência Lusa fonte daquela instituição.

Segundo fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda, o homem, que é residente na aldeia de Corujeira, terá provocado o incêndio «motivado por questões de vingança contra os irmãos e por heranças familiares».

O incêndio começou junto da casa do suspeito «e ardeu tudo menos a parte dele», contou.