Duas derrocadas registadas na última noite na estrada nacional (EN) 110, entre Penacova e Coimbra, causaram um ferido grave e bloquearam a circulação automóvel nesta via, disse esta quarta-feira fonte da GNR à agência Lusa.

A estrada ficou «totalmente obstruída» na sequência de uma primeira derrocada, cerca das 01:00, na Foz do Caneiro, concelho de Penacova, tendo a Estradas de Portugal deslocado meios para o local, «a fim de limpar e sinalizar a via».

Uma máquina envolvida nos trabalhos de remoção de terra e pedras seria depois atingida por uma segunda queda de detritos do talude, «tendo o operador ficado gravemente ferido», que foi socorrido no local por agentes da GNR, a que se juntou uma equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

O ferido foi depois transportado pelos Bombeiros Sapadores de Coimbra à urgência dos Hospitais da Universidade de Coimbra.

Segundo outra fonte da GNR, a EN 110, que liga Penacova a Coimbra, ao longo da margem direita do rio Mondego, continuava encerrada às 11:30.