A GNR de Castelo Branco deteve na última semana 20 pessoas em flagrante delito, por tráfico de estupefacientes, e fez várias apreensões de droga, destacando-se 2.522 doses de haxixe e 409 doses de cocaína. As detenções, excetuando apenas um caso, estão relacionadas com o festival Boom, que decorre na herdade da Granja, em Idanha-a-Nova. Na presente edição do evento morreram duas pessoas e uma outra foi hospitalizada com 40 "bolotas" no organismo.

Em comunicado divulgado esta quarta-feira, a GNR adiantou que, entre os dias 8 e 14 de agosto, deteve 20 pessoas em flagrante delito, por tráfico de estupefacientes.

"Deste total [detenções], apenas um homem de 51 anos, português, foi detido em S. Miguel D'Acha [Idanha-a-Nova] que tinha três plantas de canábis à sua porta. As restantes detenções dizem respeito ao Boom Festival", disse hoje à agência Lusa o tenente-coronel Fernando Miranda.

A GNR informou ainda que, neste período, apreendeu 2.522 doses de haxixe, 409 doses de cocaína, 909 gramas de alucinogénios, 228 selos de LSD, 233 comprimidos de ecstasy, cinco doses de heroína, 14,47 gramas de MDMA, 8,26 gramas de liamba, 7, 90 gramas de canábis e três plantas de canábis.

Segundo o tenente-coronel Fernando Miranda, a GNR tem em curso na região, desde o início do mês, a operação "Egitânia", que se irá estender até ao dia 21 de agosto.