Gonçalo e Genny continuam a lutar pagar as contas do hospital que lhe irá permitir salvar a filha. A menina, que se chama Margarida, nasceu com 25 semanas e apenas 410 gramas. A mãe, que quase morreu no parto com eclampsia, já teve alta do hospital.

No entanto, depois da conta de valores elevados que Gonçalo teve de pagar, o hospital exigiu o pagamento de 50 mil euros de caução para continuar a tratar de Gui. Desesperados, os pais pediram ajuda pelo Facebook, para conseguir angariar o dinheiro que lhes vai permitir continuar a tratar da filha.
 
 


Este domingo, o pai da menina desabafou no Facebook que «faltam ainda 10 mil euros para dar como garantia» cujo prazo de entrega termina esta segunda-feira.

 
 

Os pais continuam a lutar para transferir a filha para o Latifah Hospital, uma vez que é impossível transferir a pequena Margarida para Portugal.

«Guerreira», Gui continua a lutar diariamente e a melhorar. A mãe, Genny, revelou que a veia do coração já fechou e que a menina continua a aumentar o peso.

«Deus dê forcas a minha guerreira que tem lutado tanto», escreve a mãe.
 
 
 

No Facebook foi criada uma página que pretende ajudar os pais de Gui a recolher donativos para os ajudar a pagar as contas do hospital onde a filha se encontra a ser tratada.