A 7.ª Vara Criminal de Lisboa condenou um homem a uma pena de 17 anos de prisão efetiva, pela prática de um crime de homicídio qualificado do companheiro, com quem mantinha uma relação amorosa.

Segundo informação de hoje da Procuradoria-Geral Distrital da República (PGDL), o tribunal considerou provada a acusação de homicídio, perpetrado a 16 de maio de 2012, na casa que os dois homens habitavam.