A Câmara de Resende prevê que o mau tempo registado no fim de semana tenha provocado prejuízos de cerca de meio milhão de euros no concelho.

Segundo o presidente da autarquia, Garcez Trindade, a intempérie provocou “estragos em cursos de água, muros, estradas municipais e Estrada Nacional (EN) 222, bem como em quintas, terrenos e habitações privadas”.

Este foi “o segundo fim de semana em que o município foi sujeito a rigorosa intempérie que provocou largos estragos e prejuízos no território”, lamentou o autarca, que acompanhou de perto os trabalhos no terreno.

Garcez Trindade explicou que se encontra em contacto com as entidades competentes com o objetivo de encontrar soluções, concretamente no que respeita a apoios para fazer face aos prejuízos causados em infraestruturas públicas e privadas.

Durante o fim de semana, a Proteção Civil municipal e as equipas de administração direta da Câmara estiveram no terreno e trabalharam em articulação com os bombeiros voluntários, a GNR e a Proteção Civil distrital, tendo recebido pedidos para “desbloqueamento de estradas e caminhos interrompidos por deslizamentos de terras, desabamento de muros e quedas de árvores”.

De acordo com a autarquia, “houve casos em que foi necessário aconselhar algumas famílias a não permanecerem nas suas habitações, devido à insegurança provocada por deslizamentos de terras e queda de muros, tendo havido necessidade de evacuação de algumas residências”.

Estiveram também presentes equipas da empresa pública Infraestruturas de Portugal de forma a ajudar a solucionar e a agendar as intervenções que lhes competem, nomeadamente nos problemas verificados na EN 222”, acrescentou.

Na EN 222, na zona de Caldas de Aregos, registaram-se duas ocorrências que interromperam a circulação, estando previsto “que a sua reabertura demore ainda algum tempo, devido à gravidade” da situação.

Durante todo o fim de semana houve pedidos para todas as freguesias deste concelho do norte do distrito de Viseu, continuando as equipas no terreno a limpar vias bloqueadas por lamas e detritos.