Uma mulher, de 31 anos, residente em Lisboa, foi detida em Bencatel (Vila Viçosa) por alegado furto a um idoso, de 65 anos, depois de o ter sedado com recurso a comprimidos, anunciou esta sexta-feira a GNR.

O Comando Territorial de Évora da GNR explicou que a detenção foi efetuada na quinta-feira, por militares do posto de Bencatel.

Segundo informações recolhidas pela força de segurança, a mulher, alegadamente, «dedica-se a contactar homens de idade e fragilizados emocionalmente, com intenção de os furtar».

A administração de sedativos às vítimas «facilita a prática do furto dos bens que se encontram nas suas residências», revelou a GNR.

A suspeita, além disso, obtém «os códigos dos cartões de multibanco» dos idosos, os quais «também furta», procedendo a «levantamentos de avultadas quantias de dinheiro», que deixam as vítimas «em difícil situação económica».

No caso de Bencatel, no concelho de Vila Viçosa, as suspeitas sobre a mulher, desconhecida na localidade, surgiram quando populares a viram a efetuar «levantamentos de dinheiro de um multibanco», encontrando-se, «momentos antes, na companhia do idoso».

Informada sobre o ocorrido, a GNR de Bencatel iniciou diligências para localizar a mulher, tendo-a encontrado numa paragem de autocarro, para abandonar a localidade.

Na sua posse, tinha um fio de ouro, uma pulseira em ouro, um fio com crucifixo em ouro, um computador portátil e três telemóveis, «tudo pertencente ao idoso».

Além disso, os militares verificaram que a mulher tinha ainda 460 euros em numerário e «comprimidos usados para realizar uma mistura de benzodiazepinas, com que sedou o idoso».

O homem, divorciado e residente em Bencatel, foi encontrado pelos militares da Guarda na sua casa, no chão e inconsciente.

A vítima foi, de imediato, transportada para o hospital de Évora, onde se encontra internada e a recuperar, acrescentou a GNR.

A mulher, de nacionalidade portuguesa, vai ser presente ao Tribunal de Vila Viçosa durante a tarde desta sexta-feira, como noticia a Lusa.