A PSP do Porto desmantelou um grupo organizado suspeito de ter realizado mais de 15 crimes na zona Norte, designadamente furtos de automóveis e em lojas, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a PSP do Porto refere que no âmbito de uma operação policial concluída na quinta-feira deteve dois homens, de 27 e 39 anos de idade, e identificou e constituiu arguidos outros quatro homens.

O culminar da investigação, iniciada em janeiro do ano passado, visou a identificação e detenção dos autores ilícitos em foco, a apreensão de meios de prova, assim como a recuperação de artigos e viaturas furtadas na zona Norte”, afirma a PSP.

A operação incluiu a realização de dez buscas domiciliárias e não domiciliárias no Porto, em Gondomar e em Vila Nova de Famalicão.

A PSP refere também ter apreendido cinco automóveis, 14.050 euros, equipamentos e ferramentas utilizadas no alegado furto dos carros, chaves, chapas de matrícula e canhões de fechaduras de viaturas e ainda um computador, dois ‘router’, portáteis e telemóveis.

De acordo com a polícia, no decurso da investigação foi possível recuperar oito automóveis.

Em declarações à Lusa, fonte da PSP/Porto disse que o grupo “começou por furtar veículos da marca Mercedes, mas depois alargou a outras marcas”.

No comunicado, a PSP do Porto dá também conta da detenção de dois indivíduos por alegado tráfico de droga, a quem foram apreendidas, no total, 672 doses individuais de heroína, canábis e haxixe.

Um dos suspeitos, de 34 anos, foi detido em Gondomar, enquanto o outro, de 18 anos, em Matosinhos.

Os detidos são hoje presentes às autoridades judiciárias para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.