Cerca de 38.000 idosos receberam, no último mês, conselhos dos militares da GNR sobre os comportamentos de segurança a adotar em situações de burla e furto a residências, indicou hoje aquela força de segurança.

A GNR realizou, entre 26 de setembro e 31 de outubro, a operação «idosos em segurança», que pretendeu aumentar o sentimento de segurança da população idosa através da intensificação do patrulhamento de proximidade junto deste grupo da população.

Segundo a Guarda Nacional Republicana, 4.208 militares estiveram mobilizados na operação, que realizaram 2.905 ações de sensibilização junto de 38.028 idosos.

Nestas ações de sensibilização, os militares da GNR transmitiram aos idosos conselhos de segurança a adotar em situações de burla, contos do vigário e furtos em residências, adianta uma nota da corporação.

A GNR indica ainda que esta iniciativa reflete a preocupação em relação à população idosa, principalmente daqueles que vivem sozinhos ou afastados dos centros populacionais, aumentando desta forma a segurança efetiva deste grupo da população.

No último «censos sénior», realizada em fevereiro deste ano, a GNR identificou 28.197 idosos a viverem sozinhos ou isolados em todo o país, dos quais 9.455 vivem sozinhos e 6.565 residem em locais isolados.