“O homem dedicava-se ao furto de malas a passageiros dos comboios Alfa Pendular e Intercidades da CP nas estações do Oriente, Entrecampos e Sete Rios [Lisboa], e na Rede de Expressos, também em Sete Rios. Quando as malas tinham documentos e cheques, falsificava-os e efetuava compras de artigos valiosos que, depois, vendia em lojas de compra de ouro e prata usados”, refere o Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP, em comunicado.