A GNR identificou o suspeito do assalto ao cemitério de Fonte Angeão, em Vagos, no distrito de Aveiro, ocorrido na passada quinta-feira. Os militares conseguiram também recuperar 50 artigos religiosos em bronze que tinham sido furtados, com um valor estimado de 15 mil euros.

Em comunicado, a GNR refere que após o furto, os militares encetaram diligências que envolveram uma busca a casa do suspeito, residente em Vagos.

Durante a operação, os militares conseguiram recuperar a totalidade do material furtado, que inclui estatuetas e lanternas, com um valor estimado de 15 mil euros.

O indivíduo, de 26 anos, foi constituído arguido seguindo-se os reconhecimentos das peças pelos lesados.