A maior coleção do mundo de gravuras de Rembrandt foi descoberta em Águeda, no depósito do Museu Deonísio Pinheiro.

A colecção é apenas um dos tesouros que fazem parte da Fundação criada por um empresário têxtil que saiu, aos 11 anos, marçano de Águeda e fez fortuna no Porto.

Rembrandt é considerado um dos maiores pintores da arte europeia e distingiu-se sobretudo pela qualidade de suas gravuras. Viveu na Holanda, entre 1606 e 1669, e parte da sua obra, veio agora à luz do dia, em Águeda.