O Ministério Público (MP) mandou suspender a peritagem da árvore que caiu na terça-feira e matou 13 pessoas, fazendo dezenas de feridos no Funchal, na freguesia do Monte.

Uma fonte disse à TVI na Madeira, que "peritagem foi suspensa por perigo de contaminação do local". Dito de outra forma, o Ministério Público receia que muitas mexidas na área eliminem provas que podem ser essenciais para apurar os factos.

A mesma entidade deu ainda ordem para que a zona seja mais vedada, impedindo a passagem de quaisquer pessoas.

Com vista a garantir a recolha das provas e assegurar a sua integridade foi determinado que o local fique sob vigilância da PSP, só sendo permitido o acesso mediante autorização escrita do Ministério Público", pode ler-se no site do MP.

Nos dois dias que seguiram ao acidente, a câmara do Funchal deu indicações para que, no terreno, técnicos, alguns provenientes do continente, analisassem as condições do carvalho que caiu. As primeiras conclusões seriam apresentadas hoje. 

O inquérito é dirigido pelo DIAP do Funchal, sendo o Ministério Público coadjuvado na investigação pela PSP.