Quase cinco mil alunos de Barcelos vão ter direito, duas vezes por semana e de forma gratuita, a uma peça de fruta ou a tomates e cenouras fornecidos nas salas de aula, informou hoje o Município.

Trata-se do Regime da Fruta Escolar (RFE), com que o Município de Barcelos foi contemplado pelo segundo ano consecutivo e que este ano letivo vai beneficiar 4.835 alunos do 1.º ciclo do ensino básico.

O investimento deverá rondar os 50 mil euros, sendo financiado com verbas da União Europeia, no âmbito dos regulamentos relativos à ajuda comunitária para a distribuição de frutas e produtos hortícolas nas escolas.

Os alunos podem optar por maçã, pera, clementina, tangerina, laranja, banana, pêssego e tomate, em todos os casos com direito a uma unidade por cada dia de fornecimento.

Duas ameixas ou duas cenouras são outras das opções.

Caso optem por cerejas ou uvas, a medida é meia chávena almoçadeira por dia.

A fonte da Câmara de Barcelos sublinhou que este programa «não coincide com qualquer outra refeição nem substitui outros complementos alimentares como o leite escolar».

Os frutos são distribuídos durante a tarde, na sala de aula, uma vez que a esta iniciativa está associada a outras atividades de caráter pedagógico, nomeadamente ao nível das disciplinas do meio físico e social e da língua portuguesa.

O RFE elege três áreas de intervenção, a primeira das quais ao nível da saúde pública, contribuindo para a redução do risco de obesidade infantil e de doenças crónicas associadas à obesidade.

A educação, procurando reforçar a aquisição de competências nos domínios da educação alimentar e da saúde em contexto escolar, é outras das áreas daquele regime.

A última, ao nível da agricultura, procura aproximar as crianças do mundo rural e dar a conhecer a proveniência dos alimentos, com vista à criação e manutenção de hábitos de consumo hortofrutícolas.