Militares da Guarda Nacional Republica (GNR) detetaram um desembarque de 17 migrantes, com 11 crianças, na costa da ilha de Lesvos, na Grécia, no âmbito da missão da agência europeia Frontex, informou a corporação neste domingo.

Durante uma ação de patrulhamento, no sábado, os militares portugueses detetaram uma pequena embarcação insuflável, com um flutuador danificado e praticamente vazio, tendo auxiliado os migrantes no desembarque, quando chegaram à costa, "sendo retirados para um local seguro e encaminhados para as autoridades helénicas", descreve a GNR, em comunicado.

O grupo da GNR, destacado na ilha grega de Lesvos, no âmbito da missão da Agência Europeia de Fronteiras e Guarda Costeira (FRONTEX), detetou "um desembarque na costa de 17 migrantes, dos quais 11 crianças, 4 mulheres e 2 homens, todos de nacionalidade afegã", acrescenta a informação.

As ações que a GNR desenvolve no âmbito da missão FRONTEX, têm como objetivo prevenir, detetar e reprimir ilícitos relacionados com a imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes transfronteiriços, contribuindo para a salvaguarda de vidas humanas, através da vigilância e patrulhamento terrestre e marítimo.