Cerca de 60 pessoas foram atendidas nos dois últimos dias pelos serviços de apoio à população sem-abrigo em Lisboa, das quais 10 foram encaminhadas para centros de abrigo, disse esta quarta-feira à agência Lusa o vereador da Proteção Civil.

Segundo Carlos Manuel Castro, a comunidade está a responder «bastante bem» ao apelo feito pela Câmara Municipal de Lisboa no sentido de serem doados agasalhos, como cobertores, gorros, cachecóis e luvas para a população sem-abrigo, devido às baixas temperaturas.

Os bens têm estado a ser entregues nos quartéis de bombeiros da cidade e são depois recolhidos por uma instituição para serem distribuídos.

O vereador, que se deslocou esta quarta-feira ao final da manhã às instalações de apoio do Casal Vistoso (pavilhão desportivo), afirmou que o presidente da Junta de Freguesia de Campo de Ourique, Pedro Cegonho, entregou 12 caixas com roupa recolhida na Loja Social daquele bairro.

No pavilhão desportivo está presente a Câmara de Lisboa, a Cruz Vermelha e a Santa Casa da Misericórdia. As pessoas que se encontram na rua podem ali tomar banho, comer uma refeição quente e serem encaminhas para centros de abrigo caso o desejem, explicou o autarca.

O plano de contingência foi acionado na segunda-feira e poderá ser levantado nos próximos dias, devido às previsões de subida da temperatura, indicou o responsável.