O empresário escocês, Charles Smith, suspeito no processo Freeport, terá sido confrontado com e-mails apreendidos durante as buscas efectuados à empresa Smith & Pedro, avança a «TVI».

Smith de novo ouvido na PJ

Segundo apurou a estação de televisão, os e-mails poderão comprometer o primeiro-ministro, José Sócrates, que já disse publicamente não conhecer nenhum dos promotores do projecto Freeport.

Os procuradores do Ministério Público e os inspectores da Polícia Judiciária querem também averiguar a relevância de um SMS alegadamente escrito durante a campanha para as legislativas de 2005 e que também poderá comprometer o primeiro-ministro.