O Ministério da Saúde revelou esta quinta-feira que foram enviados novos dados e novos casos para serem investigados pelas autoridades no âmbito do combate às fraudes no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O Ministério da Saúde especifica que estes novos dados que vão ser sujeitos a avaliação foram encaminhados nas últimas semanas.

Em comunicado, a tutela congratula-se com os resultados da operação Consulta Vicentina, liderada pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) e Polícia Judiciária (PJ) e inserida no combate à fraude com receituário do SNS, divulgados na quarta-feira.

A investigação e as 33 buscas a nível nacional permitiram «reunir com sucesso prova da prática de crimes contra o SNS», como falsificação de documentos, burla qualificada, corrupção e associação criminosa, e deter dez cidadãos, todos profissionais da área da saúde, agora indiciados por aqueles crimes, acrescenta.

O ministério destaca a ação das autoridades judiciais com quem colaboraram instituições do seu universo, como o Infarmed e a IGAS (Inspeção-Geral das Atividades em Saúde).