Francisco George explicou, esta quinta-feira, em conferência de imprensa, que quatro dos óbitos que estão por confirmar carecem de testes epidemiológicos para confirmar se os mesmos aconteceram por causa da legionella.

«Há nove óbitos dos quais quatro por confirmar», afirmou o diretor da DGS, acrescentando que espera ter resultados até à meia noite.

Segundo George, dois dos óbitos ocorreram fora da Grande Lisboa. De acordo com o último comunicado, estão contabilizados 302 casos e «ocorreram, até ao momento, 5 óbitos confirmadamente por Doença dos Legionários, estando outros 4 óbitos em investigação».

O responsável pela DGS diz ainda que depois de dia 20 de novembro não vão surgir infeções pela legionella.

«As torres foram encerradas na manhã do dia 10. Dez dias depois devem parar o aparecimento de novos casos», afirmou.

Segundo Francisco George, desde domingo - altura em que as torres de arrefecimento foram encerradas - que a população da zona de Vila Franca de Xira não corre mais perigo de infeção, recordando que as mesmas foram «fechadas à luz do princípio da precaução».

A população deixou de «correr riscos a partir do momento do encerramento das torres, que foi no domingo à noite», adiantou.
 
(Clique na imagem para ver a Infografia)