Só nos primeiros 15 dias de agosto registaram-se 2.680 incêndios em Portugal. O domingo passado foi o dia com mais fogos rurais, de acordo com informação disponível hoje no site da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Do total de incêndios, 1.696 ocorreram durante o dia, entre as 08:00 e as 20:00, e 986 incêndios irromperam à noite, entre as 20:00 e as 08:00.

O combate às chamas envolveu 63.179 operacionais, com recurso a 16.271 meios terrestres e à utilização de meios aéreos 1.210 vezes, segundo o site da ANPC.

O dia 9 de agosto foi, até agora, o dia do mês com mais incêndios (379), mobilizando 8.150 operacionais, 2.107 meios terrestres e a utilização de meios aéreos por 138 vezes.

Em todo o mês de julho, o primeiro da fase mais crítica em incêndios florestais, ocorreram 4.056 fogos.

Entre 1 de janeiro e 31 de julho ocorreram 10.695 incêndios, enquanto no mesmo período do ano passado tinham deflagrado 4.165, disse no início deste mês o comandante operacional nacional.

A PJ informou na quarta-feira que as autoridades policiais constituíram desde o início do ano 65 arguidos por suspeitas do crime de incêndio, dos quais 34 ficaram em prisão preventiva.