Mais de 2.400 operacionais estiveram envolvidos até às 18:45 desta segunda-feira no combate a 109 incêndios em Portugal continental, segundo a Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC).

No combate aos 109 incêndios estiveram também envolvidos 593 meios terrestres e foram usados por 60 vezes meios aéreos.

Das 109 ocorrências, quatro continuam em curso, nomeadamente nos concelhos de Oleiros, Viseu, Alandroal e Bragança, refere a ANPC no seu site.

No concelho de Oleiros, Castelo Branco, o combate a um fogo na freguesia de Álvaro, com início às 13:43 de hoje, envolve 265 operacionais, apoiados por 74 viaturas e 15 meios aéreos.

Em Viseu, 89 operacionais, apoiados por 20 viaturas e quatro meios aéreos, combatem um fogo, que deflagrou às 15:43, em mato, na freguesia de Lordosa.

No concelho de Alandroal, em Évora, 56 operacionais, apoiados por 17 viaturas, combatem um fogo em mato, que teve início 17:19, na freguesia de Nossa Senhora da Conceição, São Brás e Juromenha.

Em Bragança, um incêndio em mato na freguesia de Quintela de Lampaças envolve 37 operacionais, apoiados por sete viaturas e um meio aéreo. O fogo teve início às 18:41.

Segundo a Proteção Civil, das 109 ocorrências registadas até às 18:45, o maior número (23) ocorreu no distrito do Porto.

O distrito de Aveiro, com 13 fogos, e Braga, com 12, foram os mais atingidos por incêndios até às 18:45 de hoje, segundo a informação disponibilizada pela ANPC na sua página na Internet.

Em quarto lugar, com 10 incêndios, aparece o distrito de Viseu.

Beja, Évora e Faro foram até às 18:45 os distritos onde apenas foi registada uma ocorrência.

No mês de julho, segundo as estatísticas da Proteção Civil divulgadas na sua página na Internet, foram registados 4.056 incêndios.

Entre sábado e domingo, primeiros dias do mês de agosto, foram registados em Portugal continental 256 incêndios.

Desde o início do ano, os dias 04 e 05 de abril foram os dias em que foram registados mais incêndios, com 243 e 206, respetivamente.

Apesar dos 109 incêndios, a Proteção Civil só destaca na sua página na Internet ocorrências com mais de três horas desde o seu início e com mais de 15 operacionais. Às 19:45 continuava em destaque o fogo em Castelo Branco.