Mais de 2 mil operacionais combateram quase uma centena de fogos até às 18:45 desta terça-feira, segundo números divulgados pela Autoridade Nacional da Proteção Civil.

No total intervierem 2.083 operacionais no combate a 97 incêndios.

Foram utilizados 499 meios terrestres e os meios aéreos foram utilizados 60 vezes.

Das 50 ocorrências, às 18:45 havia três em curso, nomeadamente nos concelhos de Vila Verde, Cinfães e Viseu.

Daquelas ocorrências nenhuma está na página na Internet da Proteção Civil, que só destaca ocorrências com mais de três horas desde o seu início e com mais de 15 operacionais.

Dos restantes incêndios, verificados até ao mesmo período, 65 estão dados como encerrados (quando termina a presença de meios no local), 22 estão em conclusão (incêndio extinto, com pequenos fogos de combustão), 3 em vigilância (meios no local para atuar em caso de necessidade), e três em resolução (incêndio sem perigo de propagação para além do perímetro já atingido).

Outros três estão em alerta, meios em trânsito para o teatro de operações.

Segundo a Proteção Civil, das ocorrências registadas até às 18:45, o maior número ocorreu novamente no distrito do Porto, com 19.

Braga e Viseu, com 12, cada um, foram os outros distritos onde se registara maior número de incêndios, seguidos de Aveiro, com nove, e Lisboa, com sete.

No mês de julho, segundo as estatísticas da Proteção Civil divulgadas na sua página na Internet, foram registados 4.056 incêndios.

Desde 01 de agosto e até segunda-feira, foram registados em Portugal continental 2.816 incêndios.

Os dias 09 e 10 de agosto, foram desde o início do ano, os que registaram maior número de ocorrências, com 380 e 305, respetivamente.