A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de uma agricultora, de 48 anos, que é suspeita de ter ateado dois incêndios florestais em Nespereira, no concelho de Cinfães, supostamente usando fósforos para o efeito.

Em comunicado, a PJ, que contou com a colaboração da GNR de Lamego, refere que os dois incêndios ocorreram a 5 de agosto.

A detenção foi o culminar de diligências desenvolvidas para identificar a autora, na sequência da deflagração de incêndios em zona florestal contígua a zona urbana, na localidade de Nespereira, Cinfães, uma vez que este concelho é, reiteradamente, um dos mais fustigados em número de ocorrências florestais do distrito de Viseu", justifica.

Segundo a PJ, "o fogo terá sido provocado com recurso a fósforos, num aparente quadro de desequilíbrio mental".

O fogo consumiu cerca de 4.000 metros quadrados de mato e arvoredo, "tendo colocado em risco habitações existentes nas proximidades, só não as afetando devido à rápida intervenção dos Bombeiros Voluntários de Nespereira e de populares que deram o alerta", acrescenta.

Este ano, a PJ já identificou e deteve 61 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.