Actualizada às 10:18

O incêndio que deflagrou num prédio em obras, na Rua da Boavista, no Porto, está já em fase de rescaldo. De acordo com o último ponto de situação feito pelos bombeiros, o edifício onde o fogo começou ardeu por completo.

O edifício do Tribunal do Trabalho sofreu «danos consideráveis», por causa da água. Nos dois últimos pisos do tribunal, as chamas provocaram alguma destruição e também a água provocou grandes estragos.

Paulo Costa e Silva, juiz presidente do Tribunal do Trabalho disse, em declarações à TVI que tem informações que foram atingidos gabinetes de magistrados, assim como o arquivo. O sistema informático está em baixo e, como está centralizado, isso afecta também outras instalações do tribunal do trabalho situadas na mesma rua.

O juiz presidente confirmou à TVI que, a caminho do Porto, estão a directora geral da Administração da Justiça e dois oficiais que vão avaliar as condições em que ficaram as instalações do Tribunal do Trabalho do Porto.

O mesmo acontece com o edifício da Associação do Hospital Maria Pia. Também aqui a água para apagar o fogo provocou grandes estragos.

De acordo com os bombeiros, é ainda prematuro falar das causas deste incêndio. Os Sapadores do Porto estão já, entretanto, a desmobilizar meios, ficando no local apenas os meios para a fase de rescaldo.