O Ministério da Justiça vai avaliar as condições em que ficaram as instalações da secção do Tribunal do Trabalho na Rua da Boavista, Porto, atingidas esta sexta-feira por um incêndio.

De acordo com uma fonte do Ministério da Justiça citada pela Agência Lusa, dois responsáveis estão a caminho do Porto com o objectivo de aferir se aquela secção do Tribunal do Trabalho tem condições para poder funcionar.

«Se não houver condições, há instalações vagas na mesma zona que poderão ser utilizadas em breve», acrescentou a mesma fonte.

A secção do Tribunal do Trabalho funciona num edifício contíguo ao prédio que ficou destruído por um incêndio naquela artéria do centro do Porto.

As chamas alastraram à cobertura do prédio do Tribunal, mas os bombeiros conseguiram impedir que se propagassem mais, conseguindo controlar o incêndio.

O fogo passou depois para a cave do outro edifício contíguo, onde está instalada a Associação do Hospital de Crianças Maria Pia.

De acordo com o comandante dos Sapadores Bombeiros, Alves Costa, ainda persistem focos de incêndio na cave do edifício onde pouco depois das 05:00 o fogo irrompeu e que ficou destruído.

Este edifício estava em obras para ser transformado em hotel de charme, cuja inauguração estava prevista para dentro de 20 dias, segundo o proprietário, que não se quis identificar.