O incêndio de Castelo de Paiva, no distrito de Aveiro, que começou às 16:57 de quinta-feira, estava ao início de sexta-feira, em fase de resolução e entrou em fase de rescaldo a meio da manhã. 

Os meios terrestres de combate no terreno para evitar reacendimentos, disse à Lusa o presidente da câmara.

A página da internet da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) dá conta que estão no terreno 333 operacionais e 103 meios terrestres e um meio aéreo.

Na quinta-feira à noite, o incêncio obrigou ao corte da Estrada Nacional entre Castelo de Paiva e Arouca, distrito de Aveiro, e a Estrada Municipal que liga o lugar da Landroeira a Santo Adrião e Arouca.

O fogo deu luta aos bombeiros e pôs em risco as povoações. O presidente da câmara fala em fogo posto.