O incêndio florestal que deflagrou em Águeda há mais de dez horas foi dado como dominado cerca das 10:50, disse à Lusa a segunda comandante operacional distrital (CODIS) de Aveiro, Paula Ramos.

De acordo com a mesma responsável, o dispositivo vai manter-se todo no teatro de operações, porque ainda há vento e pode haver reativações.

Vai ter uma vigilância muito apertada. Um rescaldo demorado, porque a extensão é grande", disse Paula Ramos.

Pelas 10:30 encontravam-se no terreno 166 operacionais apoiados por 50 meios terrestres e um meio aéreo.

O fogo deflagrou pelas 00:52 numa área florestal na freguesia de Belazaima do Chão, Castanheira do Vouga e Agadão, no concelho de Águeda, distrito de Aveiro.

O vento e o difícil acesso ao local dificultaram o combate às chamas.