A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) fiscalizou 64 operadores económicos no festival Alive, tendo instaurado quatro processos de contraordenação por venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos, informou
a ASAE.

Durante a ação de fiscalização, que decorreu entre 9 e 11 de julho, a ASAE instaurou ainda dois processos de contraordenação por falta de requisitos de higiene e um processo de contraordenação por venda de tabaco a menores.

A ASAE realizou ainda diversas ações de investigação/fiscalização da venda online de bilhetes para o festival, tendo procedido à instauração de nove processos pela prática do crime de especulação na forma tentada, por venda de bilhetes online.

Foram ainda identificados nove menores com idades compreendidas entre os 14 e 17 anos por compra de bebidas alcoólicas e dois menores de 15 anos por compra de tabaco, como apurou a Lusa.