Através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda, a Judiciária, “no âmbito de investigação em curso, localizou e deteve três homens e três mulheres, sobre os quais recaem fortes suspeitas da prática dos crimes de maus tratos, violência doméstica, sequestro e abuso sexual de menor de 14 anos de idade”, afirma a PJ numa nota hoje divulgada.

“Os abusos foram cometidos [sobre a menor], essencialmente por familiares próximos, que, durante alguns anos”, a terão “sobrecarregado com excessivos trabalhos domésticos, privado a sua liberdade de desenvolvimento e autodeterminação sexual, submetendo-a a abusos cometidos por adultos, que entretanto também a terão sujeitado a maus tratos físicos e psíquicos.”

A menor foi, entretanto, acolhida numa instituição de solidariedade social, “encontrando-se presentemente bem”, assegura na mesma nota a Polícia Judiciária.

Os alegados criminosos, agora detidos, têm idades compreendidas entre os 20 e os 54 anos, já foram sujeitos a primeiro interrogatório judicial, aguardando a eventual fixação de medidas de coação.