O porta-voz da Autoridade Marítima, Nuno Leitão, disse esta sexta-feira à Lusa que o arrastão naufragado na Figueira da Foz já foi removido 400 metros para o interior do rio e que presumivelmente estará fora do canal de navegação.

Os pilotos do Porto da Figueira da Foz vão agora aferir se o canal está efetivamente desimpedido e se é possível reabrir a barra à navegação.

Ao largo da Figueira da Foz estão seis navios cargueiros para entrar no Porto e dentro da estrutura portuária estão quatro para sair.

A barra está fechada desde as 19:30 de terça-feira, após o naufrágio de um arrastão que provocou já três mortos, mantendo-se dois pescadores desaparecidos.

Duas pessoas foram salvas na terça-feira, logo após o naufrágio.