Comida das crianças vinha da escola

















As crianças estão bem e não se registaram casos graves, disseram fontes de unidades hospitalares onde deram entrada.

«Estão estáveis, entraram com vómitos e alguma prostração e estão a fazer hidratação oral e endovenosa. Mas nada de grave», disse à Lusa Agostinho Fernandes, pediatra do Hospital Distrital da Figueira da Foz (HDFF).

De acordo com o médico, até cerca das 19:00 a urgência de Pediatria do HDFF tinha recebido 10 crianças, com idades entre os 03 e os 10 anos.

Já o Hospital Pediátrico de Coimbra (HPC) informou que recebeu 15 crianças e esperava a chegada de mais uma, também sem casos graves.

Atualizado às 19:59