Dez pessoas ficaram feridas, esta segunda-feira, num incêndio que começou no Tramagal, no concelho de Abrantes, distrito de Santarém. Entre os feridos, estão bombeiros e funcionários da Afocelca, uma empresa que dá apoio na prevenção e combate a incêndios florestais.

Cinco dos feridos sofreram queimaduras, três inalaram fumo e um caiu, o que lhe causou um traumatismo numa perna. Uma outra pessoa deu entrada, nas últimas horas, na Clínica Médio Tejo, à semelhança do que já tinha acontecido com as outras nove. Contudo alguns deles já foram transferidos para hospitais de Lisboa e do Porto, por precisarem de cuidados específicos. 

De acordo com a diretora da Clínica Médio Tejo, Cristina Gonçalves, um dos feridos precisa de fazer uma cirurgia plástica e foi, por isso, transferido para o Hospital de São José. Além deste, outros dois feridos foram também transferidos para o Hospital de São José, um de helicóptero e outro de ambulância. Por fim, dois foram para a Unidade de Queimados do Hospital da Prelada, no Porto. 

Já os três feridos, que sofreram inalação de fumo, encontram-se estáveis e vão permanecer na Clínica Médio Tejo. 

O incêndio, que começou perto do meio dia, na zona do Crucifixo, freguesia do Tramagal, está controlado. A presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, disse que o incêndio está a "evoluir favoravelmente".

O fogo está a ser combatido por 191 operacionais, apoiados 57 veículos e dois meios aéreos.

Há outro incêndio em curso, na freguesia de São Pedro, em Tomar.