Um homem foi detido este sábado por suspeitas de furto, depois de ter sido encontrado pela GNR, durante a madrugada, escondido no jardim de uma moradia de férias no Burgau, em Vila do Vispo.

Em comunicado, a GNR adianta que se deslocou para o local após o alarme da moradia ter sido ativado, tendo encontrado sinais de arrombamento e, no jardim da casa, o homem, de 44 anos, que se encontrava escondido na vegetação.

Ao aperceber-se de que tinha sido visto pelos militares, o suspeito fugiu, atravessando jardins de outras casas, mas os militares conseguiram alcançá-lo, altura em que foram agredidos pelo homem, que lançou ainda gás pimenta contra um dos agentes.

Segundo o comando de Faro da GNR, apesar da «forte e continuada resistência», os militares controlaram o homem, que tinha consigo um par de luvas, uma lanterna, chaves de fendas e um berbequim, para além de duas latas de gás pimenta.

A GNR localizou ainda, junto à residência, uma mala de viagem com um martelo, binóculos, uma lanterna, duas facas de cozinha, garrafas de bebidas alcoólicas e vestuário diverso.

O detido, com antecedentes por furto, está a ser presente ao Departamento de Investigação e Ação Penal de Albufeira para aplicação de eventuais medidas de coação.

Em Loulé, na tarde de sexta-feira, a GNR deteve também um homem de 35 anos suspeito de ter cometido dois furtos, em estabelecimentos comerciais de Almancil (Loulé) e Faro, durante aquela madrugada.

Os militares detetaram o homem, quando circulavam na Estrada Nacional 125, entre Almancil e Faro, ao volante de um veículo que constava como tendo sido furtado.

A GNR viria a intercetar o homem no Sítio do Troto (Almancil), tendo apreendido o carro que conduzia, que se verificou ter sido furtado há um mês, e material alegadamente resultante dos furtos, entre os quais computadores, um televisor e dois telemóveis.

O homem tinha também consigo um pé de cabra, lanternas, luvas, chaves-de-fendas, uma chave inglesa e um berbequim sem fios.

Residente em Almancil e com antecedentes pelo mesmo tipo de crime, o homem está durante a tarde a ser presente ao Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Ministério Público de Vila Real de Santo António.