“Tivemos a indicação de que o Orçamento do Estado para 2016 que está em preparação terá um valor idêntico ao de 2015”, afirmou aos jornalistas o secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (FENPROF) depois de uma reunião com o ministro Manuel Heitor para abordar questões relacionadas com o ensino superior.








“Esta não era uma reunião de decisões, estamos em fase de diagnóstico”, declarou o dirigente sindical, defendendo a necessidade de rapidamente serem “valorizadas as carreiras” dos professores neste nível de ensino.