A GNR apreendeu terça-feira 1.840 quilos de haxixe e uma embarcação de 7,70 metros de comprimento, numa operação realizada no rio Guadiana, junto a Castro Marim, distrito de Faro, e que culminou com duas detenções.

Em comunicado divulgado hoje, a GNR adianta que, através da Unidade de Controlo Costeiro, apreendeu pelas 19:30 de terça-feira, no rio Guadiana, 1.840 quilos de haxixe e uma embarcação com 7,70 metros de comprimento, tendo efetuado a detenção de dois suspeitos de nacionalidade espanhola.

A ação, explica a GNR, resultou de um alerta dado pela Guardia Civil espanhola, que dava conta do movimento de uma embarcação suspeita, vinda de alto mar e que estava a ser monitorizada pelo sistema de vigilância costeiro daquela força, à entrada do rio Guadiana.

“De imediato foram ativados os meios navais e terrestres do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Vila Real de Santo António, distrito de Faro, para efetuar a interceção da referida embarcação, ação que ocorreu junto ao esteiro de Castro Marim (também no Rio Guadiana)”, refere.

A GNR adianta que, apesar de terem tentado a fuga apeada, os dois tripulantes, com 36 e 40 anos, foram detidos pelos militares, tendo sido detetados no interior da embarcação (com o valor estimado de 60 mil euros) 58 fardos de haxixe, num total de 1.840 quilogramas.

No comunicado, a GNR salienta ainda que esta operação só foi possível devido à estreita colaboração com a Guardia Civil espanhola e aos sistemas de vigilância costeira e de comunicações.

A operação impediu, segundo a GNR, a entrada de 3.680.000 doses de haxixe na Europa.