A Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS) e a Entidade Reguladora da Saúde (ERS) estão a investigar o caso do recém-nascido que terá sido levado pela mãe do Hospital de Faro, no sábado, duas horas após o parto.

A mulher está a ser procurada pela PSP de Faro, não sendo até ao momento conhecido o seu paradeiro nem as razões para ter abandonado o hospital com a criança recém-nascida e a precisar de cuidados médicos.

A criança estava internada no serviço de medicina intensiva neonatal e pediátrica desta unidade de saúde.

Fonte do Ministério da Saúde disse à Lusa que a IGAS já está a averiguar o que se passou, enquanto a ERS confirmou que abriu um processo de averiguações.