A GNR suspendeu de funções um militar da corporação que esteve num estabelecimento de diversão noturna fardado e a utilizar material que é usado em serviço operacional, indicou esta segunda-feora aquela força de segurança.

Segundo escreve o Jornal de Notícias, o militar da GNR fez um striptease em que, lentamente, despiu a farda até ficar apenas com um «fio de dental» de cabedal. A demonstração ocorreu numa discoteca e ocorreu numa festa dedicada ao «Dia da Mulher».

Segundo a GNR, o militar suspenso pertence ao efetivo do Comando Territorial do Porto e estava fora do horário de serviço quando se deslocou fardado ao estabelecimento de diversão noturna.

Numa nota, a Guarda Nacional Republicana refere que, durante o fim de semana, «detetou, nas redes sociais, imagens de um indivíduo num estabelecimento de diversão noturna a usar fardamento e material utilizado por militares da instituição no serviço operacional».

«No seguimento de diligências realizadas, a GNR apurou que se trata de um militar da instituição, pertencente ao efetivo do Comando Territorial do Porto, pelo que foi imediatamente suspenso de funções», adianta a corporação.

A GNR está já a realizar um «processo de averiguações para apuramento de responsabilidade disciplinar e a ser elaborada a correspondente participação às entidades judiciais competentes», como conta a Lusa.