Um cidadão estrangeiro foi detido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) por suspeita da prática de crime de falsificação ou contrafação de documento, quando se apresentou no posto de atendimento, na Loja do Cidadão de Braga, para efetuar a declaração de entrada em território nacional.

Na altura, apresentou um passaporte, no qual estava aposto um visto Schengen e dois carimbos emitidos pelas autoridades francesas, que apresentava indícios de falsificação", refere o comunicado do SEF enviado à TVI24.

De acordo com a informação do Serviço de Estrangeiros, o indivíduo, "uma vez que estava ilegalmente no país foi detido por permanência irregular", foi "presente ao Tribunal Judicial de Braga".

Foi determinada a sua colocação na Unidade Habitacional de Santo António, no Porto, enquanto aguarda pelos trâmites do processo de afastamento coercivo", salienta o comunicado, acrescentando que "o cidadão estrangeiro será, ainda, ouvido no âmbito do processo crime, que aguarda pelo relatório pericial do documento".