Portugal melhorou três posições no ranking da corrupção, ocupando agora o 28.º lugar entre 168 países.

No entanto, segundo o Diário Económico, a subida na lista deve-se sobretudo à pior performance dos outros países à frente de Portugal, isto porque a nota portuguesa continua a ser 63 pontos numa escala de 0 a 100, em que zero é considerado o mais corrupto.
 
Portugal está agora mais perto da posição que ocupava em 2004, a 27.ª, antes de casos como o apito dourado, Face Oculta ou Freeport assolarem o país.
 
No topo da lista da "transparency internacional" está a Dinamarca, sendo a Coreia do Norte e a Somália os piores classificados.