Foi expulso da GNR, um cabo acusado e condenado por usar indevidamente cartões de abastecimento de combustível da Guarda.

Ao todo, o elemento do destacamento do Comando de Faro roubou quase 22 mil litros de gasolina e gasóleo.
Segundo o jornal "i", o GNR foi preso por outros militares em flagrante quando, fardado, abastecia o carro pessoal.

No banco de trás estavam quadro bidons que também costumava encher de combustível.

Para pagar, usava cartões atribuidos às viaturas avariadas da GNR.

Durante ano e meio as compras foram quase diárias.

O cabo foi condenado a três anos de prisão com pena suspensa e à devolução de 20 mil euros à GNR que ordenou a sua expulsão em janeiro.