Mais de 90% das 607 escolas que realizaram exame nacional de Física e Química tiveram média negativa no exame, sendo que as quinze melhores classificadas são privadas, numa lista liderada pelo Colégio da Rainha Santa Isabel, em Coimbra.

Apenas 40% das escolas acima de média nacional a Biologia

Um total de 61 escolas registaram uma média positiva igual ou superior a 10 valores e 546 estabelecimentos não atingiram a positiva.

Cinco valores acima da média nacional (8,11 valores), o Colégio da Rainha Santa Isabel, em Coimbra, ficou em primeiro lugar da tabela com uma média de 13,56 valores em 61 exames realizados.

De acordo com a lista realizada pela Lusa, com base nos dados disponibilizados pelo Ministério da Educação e Ciência, as escolas que fecham o grupo das cinco melhores classificadas neste exame são o Colégio Nossa Senhora do Rosário, no Porto, com uma média de 13,20 valores; o Colégio Casa Mãe, em Paredes, Porto, com uma média de 13,17 valores; o Colégio Mira Rio, em Lisboa, 12,97 valores; e, por fim, o Colégio Moderno, em Lisboa, com uma média de 12,86 valores.

Todas estas escolas têm uma classificação interna final (CIF) média superior à média de exames em, pelo menos, três valores.

É preciso descer até à 18.ª classificada para encontrar uma escola pública entre as melhores: a Escola Secundária do Restelo, em Lisboa, com 75 exames realizados e uma média de 11,88 valores, um pouco abaixo dos 13,21 na CIF.

Do lado das piores classificadas, é uma escola pública que fecha a lista: a Escola Portuguesa da Guiné-Bissau, com 12 exames realizados e uma média de 3,60 valores.

Entre as cinco pior classificadas constam ainda a Escola Básica e Secundária de Alfândega da Fé, em Bragança, com 15 exames realizados e uma média de 3,78 valores; a Escola Secundária de Sacavém, em Loures, com 14 exames realizados e uma média de 3,83 valores; a Escola Básica e Secundária de Lajes do Pico, nos Açores, com oito exames realizados e uma média de 4,03 valores; e, por fim; a Escola Básica e Secundária de Santa Cruz, na Madeira, com 20 exames realizados e uma média de 4,23 valores.

Neste grupo de cinco, apenas a última da lista é uma escola privada, registando todas um elevado diferencial face à CIF, por vezes superior a 10 valores.

A Física e Química nenhuma escola registou uma média de exames superior à CIF, mas foi uma escola pública ¿ a Secundária do Restelo ¿ que conseguiu resultados mais aproximados entre essas duas classificações, com um diferencial de 1,33 valores.

Já a escola que regista uma maior diferença entre a CIF e a classificação média nos exames nacionais é a Básica e Secundária de Alfândega da Fé, com um diferencial de 10,29 valores entre os 3,78 de média de exame e os 14,07 de CIF.